Notícias no distrito de Évora

Voltar

2018-07-22 05:44 - A Defesa
A organização das 7 Maravilhas de Portugal® e a RTP acabam de abrir a votação nas 7 Maravilhas à Mesa®. Nesta que é a sétima eleição realizada em Portugal, estão a concurso 49 mesas compostas por 7 patrimónios. Os números de votação estão disponíveis no site oficial, em 7maravilhas.pt.


As 49 mesas pré-finalistas vão ser agora votadas pelo público e dadas a conhecer na RTP em 7 Galas, para eleger as 7 Maravilhas à Mesa®. As Galas são apresentadas na RTP, como habitualmente nas eleições 7 Maravilhas, por Catarina Furtado e José Carlos Malato.


As 49 mesas pré-finalistas foram distribuídas pelas 7 Galas eliminatórias através de um sorteio, realizado a 7 de junho em Albufeira. As mesas começaram a ser votadas a partir de 20 de julho, às 10h, com abertura das linhas telefónicas em direto na RTP1 e RTP Internacional.


Cada uma das 49 mesas a concurso tem um número associado, que vai manter até ao final da votação. As Mesas vão sendo eliminadas nas Galas a emitir todos os domingos, com duas candidatas apuradas em cada Gala, que passam assim à Final a 16 de setembro.


As 7 Galas começam a ser emitidas pela RTP a 22 de julho após o Telejornal. Todos os domingos, no prime time da televisão pública nacional, vão ser apresentadas 7 mesas, que deixam de ser votadas e passam (ou não) à fase seguinte nessa noite.


Luis Segadães e o amigo de longa data Zé Luis Amaral percorreram o país de norte a sul e ilhas para experimentar as 49 mesas pré-finalistas na eleição das 7 Maravilhas à Mesa. O livro “As Mesas que ainda ninguém experimentou” lançado hoje conta esta viagem, apresentando-nos as 49 mesas e as pessoas que a ela se sentam, os patrimónios que as compõem e o que faz de cada uma delas uma mesa imperdível.


Uma mesa é criada com base em 3 pilares: gastronomia; vinhos e azeites; e roteiros, como património histórico e natural, eventos de afirmação territorial e experiências únicas. Por vezes é o passeio que determina o repasto, por outras é a gastronomia que queremos experimentar que nos leva a descobrir locais maravilhosos. São estes roteiros por todo o país que estão retratados neste livro, com as 49 mesas a concurso como fio condutor.


Luis Segadães faz uma abordagem única, pessoal e vivida das 49 mesas, com detalhes e curiosidades sobre locais, pratos, pão, petiscos e azeites, da confecção à forma como são servidos, e com o terroir dos vinhos provados em cada palavra. O livro está à venda em exclusivo nas lojas CTT e em ctt.pt



Esta primeira edição faz coleção com o livro editado em 2017, “A Viagem que Ainda Ninguém Fez”, sobre as 49 candidatas às 7 Maravilhas de Portugal – Aldeias, o qual vai já na segunda edição e é um best seller nas vendas dos CTT.


Sobre as 7 Maravilhas à Mesa®

O grande objetivo das 7 Maravilhas à Mesa® é promover as regiões e o mundo rural, através da gastronomia e dos vinhos, fomentando o turismo e as experiências no território. Um país tão pequeno, mas tão rico na sua diversidade de pratos de norte a sul do país e ilhas e no desafio da sua harmonização com os vinhos produzidos localmente e a oferta turística adjacente.

Em cada uma das 7 galas com emissão televisiva serão eleitas 2 mesas finalistas, num total de 14.

Os vencedores serão os mais votados numa 8ª gala em Albufeira, a Finalíssima, obtendo-se um roteiro eno-gastronómico único, de expressão nacional.

O projeto conta com o Alto Patrocínio de Sua Excelência o Presidente da República.

Conta ainda com o Apoio Institucional do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, do Ministério do Mar, da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, da Secretaria de Estado do Turismo e do Turismo de Portugal.

É desenvolvido em parceria com a AMPV - Associação de Municípios Portugueses do Vinho, e a AHRESP - Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal.

O Conselho Científico é constituído pela Associação Cozinheiros Profissionais de Portugal, a Associação Portugal Genial, a Federação das Confrarias Báquicas de Portugal, a Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas, o IVV, a RIPTUR – Rede de Instituições Politécnicas do Turismo e o Turismo de Portugal.

A RTP é a Televisão Oficial .

As 7 Maravilhas à Mesa®, são patrocinadas pelos cafés NICOLA.

Os automóveis MITSUBISHI são o Carro Oficial do projeto.

A marca portuguesa de combustíveis PRIO é parceira na categoria de Combustível Oficial.

A SPAL Porcelanas é parceira envolvida com a criação e produção dos troféus oficiais dos Finalistas e Vencedores.

A EPAL (Grupo Águas de Portugal), apoia as 7 Maravilhas à Mesa®, reforçando o apelo ao consumo de água da torneira.
Todo o processo de eleição é auditado pela empresa internacional de auditores PwC.

A TAVOLANOSTRA é a produtora responsável pela direção artística das Galas.

Todo o trabalho de imagem e comunicação é desenvolvido pela IVITY.

ARTISTAS CONVIDADOS  (por ordem das Galas)

Num eixo musical eclético em toda a Tour, cada Gala contará com a participação especial de um Artista português da atualidade, que subirá a palco em dois momentos distintos para interpretar temas do seu repertório.

Artistas presentes em cada Gala:

-          22 de julho em Monsaraz – HMB

-          29 de julho na Batalha - Carolina Deslandes

-          5 de agosto em Viseu - Miguel Araújo

-          12 de agosto em Alijó - Ala dos Namorados

-          19 de agosto em Odemira - Joana Amendoeira

-          26 de agosto em Tomar - A DEFINIR

-          2 de setembro em Lagoa – Tatanka

-          16 de setembro em Albufeira - Salvador Sobral.


CALENDÁRIO DE GALAS vs MESAS A CONCURSO


1.

GALA PRÉ-FINALISTA DE REGUENGOS DE MONSARAZ

22 Julho

Local: Monsaraz (Parque do Monumento ao Cante)

Mesas a concurso: 

-          Mesa de Almeirim

-          Mesa de Braga

-          Mesa de Monchique

-          Mesa de Ponta Delgada

-          Mesa de Reguengos de Monsaraz

-          Mesa de Terras da Chanfana

-          Mesa de Vila Real


2.

GALA PRÉ-FINALISTA DA BATALHA

29 Julho

Local: Batalha (Praça Condestável)

Mesas a concurso:

-          Mesa de Angra do Heroísmo

-          Mesa da Batalha

-          Mesa de Bragança

-          Mesa de Cacela Velha

-          Mesa da Guarda

-          Mesa de Loures

-          Mesa de Vila de Frades


3.

GALA PRÉ-FINALISTA DE VISEU       

5 Agosto

Local: Viseu (Solar do Vinho do Dão)

Mesas a concurso:

-          Mesa da Bairrada ao Mondego

-          Mesa das Lajes do Pico

-          Mesa de Montalegre

-          Mesa de Palmela

-          Mesa de Porto Moniz

-          Mesa de Tavira

-          Mesa de Viseu





4.

GALA PRÉ-FINALISTA DE ALIJÓ

12 Agosto 

Local: Alijó (Av. Conselheiro Teixeira de Sousa)

Mesas a concurso:

-          Mesa de Albufeira

-          Mesa de Alijó

-          Mesa da Beira Serra

-          Mesa de Beja

-          Mesa de Constância

-          Mesa das Lajes das Flores

-          Mesa de Setúbal


5.

GALA PRÉ-FINALISTA DE ODEMIRA

19 Agosto    

Local: Odemira (Praça Souza Prado)

Mesas a concurso:

-          Mesa de Borba

-          Mesa do Funchal

-          Mesa de Loulé

-          Mesa da Madalena do Pico

-          Mesa de Mirandela – Maria Rita do Romeu

-          Mesa de Vila do Bispo

-          Mesa da Zambujeira do Mar


6.

GALA PRÉ-FINALISTA DE TOMAR

26 Agosto

Local: Tomar (Praça da República)

Mesas a concurso:

-          Mesa de Arraiolos

-          Mesa de Chaves

-          Mesa de São Roque do Pico

-          Mesa de Sever do Vouga

-          Mesa de Silves

-          Mesa de Sintra

-          Mesa de Tomar











7.

GALA PRÉ-FINALISTA DE LAGOA

2 Setembro

Local: Lagoa (Exterior do Auditório Municipal)

Mesas a concurso:

-          Mesa de Aveiro

-          Mesa da Calheta

-          Mesa de Gouveia

-          Mesa de Lagoa

-          Mesa de Monção

-          Mesa de Tarouca

-          Mesa de Villa Oeiras


8.

GALA FINAL – DECLARAÇÃO OFICIAL DAS 7 MARAVILHAS À MESA

16 Setembro

Local: Albufeira (Praça da Praia dos Pescadores)

14 mesas finalistas, duas apuradas nas anteriores 7 Galas eliminatórias, vão estar a concurso. Com votação por chamada telefónica entre 9 de setembro e 16 de setembro, até fecharem as linhas telefónicas no decorrer da Gala.

As candidatas mantêm o número de telefone para votação que lhes é atribuído na fase de eliminatórias, entre 20 de julho e 2 de setembro.

2018-07-21 06:04 - A Defesa
Esta é a primeira edição de uma prova que está inscrita na “Classe 2” do calendário da União Ciclista Internacional.
A prova passa pelo Alentejo ao longo do fim-de-semana, no sábado, realiza-se a 4ª etapa que liga Montargil a Aljustrel, o percurso inclui passagem por Avis, Mora, Coruche, Montemor-o-Novo, Viana do Alentejo, Alcácer do Sal e Ferreira do Alentejo.

A 5ª e última etapa marcada para domingo liga Ferreira do Alentejo a Faro, pelo caminho os ciclistas passam por Aljustrel, Castro Verde, Almodôvar, São Brás de Alportel e Loulé.

A EN2, é a maior estrada da Europa e a terceira maior do mundo, tem uma extensão superior a 738 quilómetros, que atravessam 36 municípios de 11 distritos, ligando Chaves a Faro.
2018-07-21 05:49 - A Defesa
A programação de atividades de 23 a 29 de Julho é marcada pela apresentação de espetáculos de música, dança contemporânea, artes de rua, marionetas e workshops de dança e cante, dirigidos a diferentes públicos.


A programação do festival encerra em Évora, no dia 29 de Julho com a estreia  da nova versão da obra coreográfica de Nélia Pinheiro - TERRA CHÃ. Participação especial do Grupo de Cantares " Os Ganhões" de Castro Verde e de bailarinos da CNB.


O Festival é o único grande evento da região ligado à divulgação e promoção do CANTE ALENTEJANO e arte dos CHOCALHOS, ambas as expressões classificadas Património Imaterial da Humanidade - UNESCO, que fomenta o cruzamento destas expressões tradicionais com as artes performativas e visuais contemporâneas e os patrimónios do Alentejo.


O festival é co-financiado pelo Programa Alentejo 2020, Portugal 2020, União Europeia - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.


Tem o apoio institucional da Câmara Municipal de Évora.


Tem o apoio da Câmara Municipal de Estremoz, Camara Municipal de Redondo, Câmara Municipal de Castro Verde, Junta de Freguesia de Sé e São Pedro.

Media RTP 2.





PROGRAMAÇÃO ultima semana


23 » 29JULHO


: REFRESH EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIAS

Fotografias de Rui Diogo Castela e Telmo Rocha com curadoria de Daniel Malhão.

De Seg. – Sexta 10:00 - 18:00

Sab. – Dom. 10:00–12:30 / 14:00-17:30 | Évora | Inatel



25»27 JULHO

18:30 | Évora | Black Box

DANÇA CONTEMPORÂNEA WORKSHOP | M/6 | 90'



27 JULHO

21:00 | Évora | Praça de Sertório  

BONECOS & CAMPANIÇA MUSICA/MARIONETAS | M/6 | 90‘

Manuel Costa Dias, António Bexiga (PT)

O marionetista Manuel Costa Dias e o músico António Bexiga dão vida a duas mãos cheias de bonecos e contam as suas histórias. Histórias sem palavras ao som da viola Campaniça.



28 JULHO

10:30 | Évora | Edifício da CME

CANTE ALENTEJANO OFICINA | WORKSHOP | M/6 | 60'

Pedro Calado

A Oficina de Cante pretende ser um espaço e um momento onde todos são convidados a intervir, a cantar. De forma descontraída, os elementos do grupo partilham o repertório do cancioneiro Alentejano. Interpretam modas que se repetem até que fiquem no ouvido.



11:30 | Évora | Praça de Giraldo

A AZINHEIRA SINALEIRA *MARIONETAS | M/6 | 40'

Era Uma Vez Teatro de Marionetas (PT)

* Espetáculo para infância






22:00 | Évora | Praça do Sertório

PEDRO MESTRE E CANTADEIRAS MUSICA/CANTE | M/6 | 70'

Pedro Mestre e Cantadeiras (PT)

Modas do repertório Campaniço num espetáculo feito de cumplicidades, onde ao cancioneiro tradicional se juntam temas inéditos. Pedro Mestre é acompanhado por David Pereira na Viola Campaniça e pelas vozes de Lucinda Mestre, Ana Valadas e Evangelina Torres.




29 JULHO - ESPETÁCULO DE ENCERRAMENTO

21:00 | Évora | Adro da Sé

TERRA CHÃ DANCA/CANTE | M/6 | 70'

Nélia Pinheiro - CDCE, Grupo de Cantares " Os Ganhões" de Castro Verde

A expressão da terra, a voz dos homens, a força que os une, o peso, a densidade do ar, o vazio, o silêncio, o grupo e a solidão. Os extremos e os seus limites. Os amores e os desamores. Os sonetos de Florbela Espanca que falam da beleza e da alma do Alentejo. Através de um olhar contemporâneo trabalha-se a fusão entre a música de Ólafur Arnalds e as modas do Cante Alentejano. A coreografia percorre diferentes ambientes na voz do Cante Alentejano e no Alentejo.

2018-07-21 02:59 - A Defesa
A Guarda Nacional Republicana realizou ontem, 19 de julho, diversas ações de controlo e fiscalização nas fronteiras terrestes, nomeadamente nas respetivas vias de acesso rodoviárias e ferroviárias, com o intuito de prevenir e combater a criminalidade.Durante a operação, cerca de 400 militares de diversas valências da GNR, como territorial, trânsito, cinotécnia, intervenção e investigação criminal, fiscalizaram:·         780 pessoas;·         629 veículos;·         Quatro comboios.Destas ações resultaram quatro detenções:·         Duas por posse de arma proibida;·         Uma por tráfico de estupefacientes;·         Uma por condução sob o efeito de álcool.Foi ainda identificado, e posteriormente entregue à Guardia Civil, um homem, de 28 anos, que se encontrava evadido da prisão de Huelva.Foram elaborados 115 autos de contraordenação, destacando-se:·         73 por infrações ao Código da Estada;·         19 por infrações fiscais e aduaneiras.No total, foi apreendido:·         Duas armas;·         Um veículo;·         27 doses de haxixe.
2018-07-20 16:19 - A Defesa
No seguimento do contacto com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) realizado hoje, 20 de julho, no Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS) da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), prevê-se:

 Vento do quadrante Oeste, soprando moderado a forte (até 40 Km/h), com rajadas que podem atingir 60 Km/h na faixa costeira ocidental e terras altas (em especial serras da Lousã, S. Mamede e Monchique, durante a tarde e início da noite) e temporariamente de sudoeste na costa sul do Algarve. Diminuição da intensidade do vento no litoral a partir de domingo (22 julho).

 Temperatura máxima a variar entre 30 e 35ºC no interior e entre 24 e 26ºC no litoral, prevendo-se uma ligeira subida em especial no sábado e na segunda-feira (21 e 23 julho).

 Humidade Relativa do Ar (HRA) entre 20 e 30% nas regiões do interior e do Algarve, com franca recuperação noturna na generalidade do território.

Estas condições configuram índices de risco de incêndio muito elevado a máximo no distrito de Faro e em alguns concelhos dos distritos de Castelo Branco, Portalegre, Santarém e Beja, com previsão de agravamento na segunda-feira (23 jul) no interior norte e centro (em especial na região de Trás-os-Montes e nos distritos da Guarda e Castelo Branco).

Em função da previsão das condições meteorológicas é expectável:
 Tempo quente e vento moderado com permanência de condições favoráveis à eventual ocorrência e propagação de incêndios rurais.

MEDIDAS PREVENTIVAS
A ANPC recorda que, de acordo com as disposições legais em vigor, não é permitido:
 Realização de queimadas, de fogueiras para recreio ou lazer, ou para confeção de alimentos;
 Utilização de equipamentos de queima e de combustão destinados à iluminação ou à confeção de alimentos;
 Queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração;
 O lançamento de balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes;
 Fumar ou fazer lume de qualquer tipo nos espaços florestais e vias que os circundem;
 A fumigação ou desinfestação em apiários com fumigadores que não estejam equipados com dispositivos de retenção de faúlhas.
A ANPC recorda, ainda alguns cuidados especiais a ter, face às condições meteorológicas previstas, na realização de trabalhos agrícolas e florestais, nomeadamente:
 Manter as máquinas e equipamentos limpos de óleos e poeiras;
 Abastecer as máquinas a frio e em local com pouca vegetação;
 Ter cuidado com as faíscas durante o seu manuseamento, evitando a sua utilização nos períodos de maior calor.
A ANPC recomenda ainda a necessidade de todos adequarem os comportamentos e atitudes face à situação de perigo de incêndios rurais, nomeadamente com a adoção das necessárias medidas de prevenção e precaução, observando as proibições em vigor e tomando especial atenção à evolução do perigo de incêndio para os próximos dias, disponível junto dos sítios da internet da ANPC e do IPMA, junto dos Gabinetes Técnicos Florestais das Câmaras Municipais e dos Corpos de Bombeiros
2018-07-20 16:01 - A Defesa
O Ministro da Cultura, Luís Filipe de Castro Mendes, congratula a Associação Cultural O Espaço do Tempo e o seu fundador, Rui Horta, pelo Prémio Gulbenkian 2018 na área do Conhecimento.
Sedeada em Montemor-o-Novo no Convento da Saudação e criada há 18 anos, a associação O Espaço do Tempo tem desenvolvido um trabalho de impacto local e de forte ligação à comunidade, usando a cultura como ferramenta fundamental de desenvolvimento e crescimento das valências do território e das suas comunidades. Ao longo dos anos, também se afirmou como um importante centro de residência e experimentação internacional, acolhendo anualmente centenas de artistas e contribuindo para a dinamização do setor cultural e dos seus públicos, através do cruzamento entre cultura, investigação e educação.
A distinção agora atribuída reconhece o trabalho da estrutura na área da Cultura e, de forma mais ampla, na área do Conhecimento.
O Prémio Gulbenkian 2018 será formalmente entregue neste dia 20 de Julho.
2018-07-20 12:54 - A Defesa
Quando falta pouco mais de um mês para a entrada solene do Arcebispo Eleito de Évora, fazemos uma grande entrevista a D. José Francisco Sanches Alves, na qual passamos em retrospectiva o seu pontificado que durou uma década e que está prestes a terminar.No programa desta semana pode também ouvir o espaço da Fundação AIS – Ajuda à Igreja que Sofre (perseguição religiosa no mundo), o Espiga Doirada (espaço informativo), no qual pode ouvir a reportagem sobre a fundação do Instituto da Padroeira de Portugal, que aconteceu em Vila Viçosa, e ainda o espaço Palavra na Vida (Leitura e Comentário do Evangelho do próximo Domingo).Não perca este interessante programa que será emitido nesta sexta-feira, a partir das 23h, nas seguintes rádios do Alentejo: Rádio Sim Alentejo em 97.5 FM; Rádio Despertar (Voz de Estremoz) em 94.5 FM; Rádio Campanário (Voz de Vila Viçosa) em 90.6 FM; e Rádio Telefonia do Alentejo (Évora) em 103.2 FM.O programa será também emitido no fim de semana, nas seguintes emissoras: Rádio Elvas, Rádio Campo Maior, Rádio Nova Antena (Montemor-o-Novo) e Rádio TDS – Telefonia do Sul (Alcácer do Sal e Vendas Novas).Contudo, esta emissão pode também ser ouvida on-line na página oficial da Arquidiocese de Évora em dioceseevora.pt ou na página de Facebook da Arquidiocese de Évora.
2018-07-20 10:57 - A Defesa
O Comando Territorial de Évora, através do Posto Territorial de Mora, ontem, dia 19 de julho, deteve em flagrante delito dois homens, de 39 e 46 anos, pelo crime de caça ilegal e detenção de arma proibida, em Portos Avis de Cima – Pavia.Durante uma ação de patrulhamento, os militares foram alertados pelo som de disparos, tendo de imediato encetado diligências no sentido de localizar os autores, tendo surpreendido os dois homens a caçar à noite, tendo como alvos espécies protegidas epráticas proibidas por lei. Foram apreendidas duas armas de caça e quatro gamos que haviam sido abatidos pelos indivíduos.Os detidos foram constituídos arguidos e sujeitos à medida de coação de termo de identidade e residência.
2018-07-20 09:35 - Diário do Sul
Hoje o jornal 'diário do SUL' traz incluída na sua edição impressa em papel e na versão e-Paper, a publicação de uma "capa falsa", exclusivamente dedicada à FEIRA DO CHOCALHO — ALCÁÇOVAS 2018, a realizar de dias 20 a 22 de Julho.

2018-07-20 04:26 - A Defesa
A bienal cultural Monsaraz Museu Aberto abriu no dia 13 de julho na vila medieval com um programa dedicado à paisagem cultural. Na sexta-feira, dia 20 de julho, prosseguem os espetáculos musicais com a atuação do AR Quarteto, pelas 19h, no jardim da Casa da Universidade de Évora. O grupo é formado por Daniela Melo (voz), André Rosário (guitarra), Diogo Aléxis (contrabaixo) e Samuel Dias (bateria) e vão apresentar um reportório com clássicos de Jazz e Bossa Nova, com espaço para o diálogo e a improvisação.
A partir das 22h, no Largo D. Nuno Álvares Pereira, Teresa Salgueiro leva a Monsaraz “O Horizonte e a Memória”. Neste concerto, Teresa Salgueiro vai interpretar as músicas mais conhecidas do seu percurso na voz dos Madredeus, mas também dos seus discos a solo, desde “O Mistério” ao mais recente “O Horizonte”.
A cantora vai ainda prestar homenagem a Amália Rodrigues, a José Afonso e a Carlos Paredes, entre outros. Teresa Salgueiro refere que “o conceito que suporta este novo espetáculo cristaliza-se na relação estreita e indivisível entre o horizonte e a memória que nos impele e simultaneamente nos ampara”.
No dia 21 de julho, pelas 9h, decorre o Dia Aberto do complexo arqueológico dos Perdigões. O programa integra uma visita às escavações, ao Museu dos Perdigões, uma palestra na Torre do Esporão intitulada “Rumando a um local sagrado: locais e estrangeiros nos Perdigões” e um almoço neolítico acompanhado de seleção de vinhos da Herdade do Esporão.
Às 16h realiza-se um espetáculo de marionetas com os Robertos Santa Bárbara. O marionetista Vitor Costa apresenta as peças “O Barbeiro” e “A Tourada”.
Pelas 16h30 decorre no Observatório do Lago Alqueva a iniciativa Astrónomos de Palmo e Meio com o tema “Peso e massa, afinal o que são?”. Às 19h, no jardim da Casa da Universidade, a Orquestra de Câmara do Alentejo vai interpretar “A História do Soldado”, com música de Igor Stravinsky.
Esta orquestra é um projeto que reúne 36 jovens músicos e é dirigida por João Defeza. O ensemble é composto por André Conde (trombone), Daniel Faria (fagote), Hélio Ramalho (trompete), João Ramalho (percussão), Ricardo Mendes (violino), Romeu Santos (contrabaixo), Tiago Menino (clarinete) e Filipe Crawford (narrador). Musicalmente, “A História do Soldado” ocupa um lugar importante na produção de Stravinsky e na história da música do século XX.
Às 22h, no Largo D. Nuno Álvares Pereira, haverá Tango e Folclore Argentino com a orquestra Arcos de Buenos Aires Tango Show. Walter Carranza, violinista e diretor da orquestra, apresenta um espetáculo com um misto de cor e ritmos em que o Malambo, a Cueca, a Chacarera e a Zamba se misturam com o som e a dança vibrantes do Tango com quatro bailarinos em palco. A orquestra é formada por quatro violinos, duas violas, dois violoncelos e um contrabaixo.
No domingo, pelas 21h, junto ao monumento ao Cante, realiza-se a Gala das 7 Maravilhas à Mesa, que será transmitida em direto na RTP1. Nesta gala vai estar a mesa promovida pelo Município de Reguengos de Monsaraz, com a gastronomia, o vinho e um roteiro turístico propostos pelo Restaurante Sabores de Monsaraz.
O festival Monsaraz Museu Aberto pretende abordar o que de melhor se faz na cultura e nas artes do espetáculo. Este certame cultural organizado desde 1986 pelo Município de Reguengos de Monsaraz e que a partir de 1998 se começou a realizar com periodicidade bienal está a decorrer até ao dia 29 de julho em Monsaraz com entrada gratuita em todos os espetáculos.
No dia 24 de julho, a partir das 9h, realiza-se o Dia Aberto para as crianças no complexo arqueológico dos Perdigões. O programa terá a visita às escavações arqueológicas, ao Museu dos Perdigões e a iniciativa “Uma viagem pela Pré-história – vem ver e experimentar como se vivia na Pré-história”. No dia seguinte, à mesma hora, decorrerá o Dia Aberto para jovens, integrando igualmente a visita ao complexo arqueológico e ao museu, mas também a iniciativa “Grava a tua placa de xisto – Experimenta técnicas pré-históricas com as tuas próprias mãos”.
A programação do último fim de semana do Monsaraz Museu Aberto inicia-se na sexta-feira, dia 27 de julho, às 18h30, no Observatório do Lago Alqueva, com Astrónomos de Palmo e Meio, que vai abordar o tema “Eclipse Total Lunar e Oposição de Marte”. A partir das 22h decorre o espetáculo Alentejo Coral Jovem.
No Largo D. Nuno Álvares Pereira atuam o Grupo Coral Carpe Diem e o Grupo Coral Moços da Aldêa, ambos de Cabeça Gorda, o Grupo Coral Os Bel’Aurora de Campinho, o Grupo Coral Juvenil da Aldeia dos Fernandes e o Grupo Coral Os Rama Verde, de Vila Nova da Baronia. O espetáculo terá como padrinho o grupo Os Vocalistas, que também vai cantar nesta noite.
No dia 28 de julho, às 16h30, o Observatório do Lago Alqueva organiza mais uma iniciativa Astrónomos de Palmo e Meio, desta vez sobre “Tiro ao alvo: Entender a formação de crateras na Lua”. Pelas 19h desfilam pela vila medieval os grupos corais que vão cantar a partir das 22h na Gala do Cante.
Neste espetáculo, que vai decorrer no Largo D. Nuno Álvares Pereira, atuam o Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz, os Mineiros de Aljustrel, a fadista Maria Emília, o poeta Manuel Sérgio e o guitarrista José Farinha. O festival vai encerrar no dia 29 de julho, pelas 18h, no Largo do Castelo, com a atuação de grupos corais no evento O Vinho do Trabalho.
ExposiçõesO Monsaraz Museu Aberto tem exposições patentes diariamente durante as três semanas do festival, que poderão ser apreciadas de segunda a quinta-feira das 10h às 13h e entre as 14h e as 22h, e nos restantes dias nos mesmos horários, mas com encerramento às 23h.
A Igreja de Santiago – Galeria de Arte recebe a exposição de fotografia “Now and Ever Oliveiras”, de Renée Gagnon. Nesta mostra, a artista apresenta 14 fotografias de oliveiras, modificadas na impressão digital e trabalhadas posteriormente com lápis de cera, guache e aguarela. Renée Gagnon fotografou oliveiras com mais de quatro mil anos de idade na Sardenha, no sul de Barcelona registou a maior concentração de oliveiras milenares, com mais de 4.200 exemplares, mas também retratou as oliveiras de Creta e do Alentejo.
A artista apresenta mais uma exposição de fotografia no festival, nas ruas de Monsaraz, intitulada “Menires, Calçadas e Aldeias”. Nesta mostra com 22 fotografias, Renée Gagnon retratou, entre outras, a muralha e a calçada antiga de Monsaraz, a Rocha dos Namorados, S. Pedro do Corval e os ninhos de andorinhas na Igreja Matriz desta localidade, a ponte sobre a Ribeira da Pega, a calçada romana, o Menir do Barrocal, o Cromeleque do Xerez, o Menir do Outeiro, a Anta do Olival da Pega e a cidade de Reguengos de Monsaraz.
“Instrumentos de tortura da Idade Média à Idade Moderna” é o título da exposição da Minerarte que está patente na Praça de Armas do Castelo de Monsaraz. Nesta mostra podem ser apreciadas cerca de 40 réplicas de instrumentos de tortura em uso na Idade Média e no Renascimento, acompanhadas por mais de 20 cartazes descritivos das peças expostas. Há ainda uma zona específica sobre a Inquisição em Portugal, métodos de tortura utilizados pelos inquisidores e um espaço sobre os judeus sefarditas e cristãos-novos, principais vítimas do Tribunal do Santo Ofício.
Na Casa Monsaraz está patente uma exposição de pintura de Ana Rita Janeiro, intitulada “Reguengos de Monsaraz – Alentejo Puro”. A autora aborda o património material e imaterial de Reguengos de Monsaraz, terra que representa, aos olhos da artista, todas as riquezas que dão fama mundial ao Alentejo.
“O pão, o forno e o forneiro” é o título da exposição de fotografias que está na Casa do Forno. Nesta mostra é explicado em imagens como se processava a gestão do forno comunitário e o trabalho do forneiro.
A exposição “Monsaraz Medieval: o sistema defensivo” pode ser apreciada no Museu do Fresco. Através de fotografias e vídeos é descoberta a Monsaraz medieval, a sua história, o seu termo, os edifícios, o castelo e as suas cercas envolventes que durante séculos defenderam e protegeram as suas gentes. No Museu do Fresco há também uma maquete tridimensional de Monsaraz com as várias fases da construção do seu sistema defensivo entre os séculos XII e XV.
No Centro Interativo da História Judaica em Monsaraz, que resultou da requalificação da Casa da Inquisição, encontra-se documentada aantiguidade da minoria hebraica desta vila, num espaço que pretende ser não só um lugar onde possa confluir essa informação, mas sobretudo, que seja gerador de ideias para a interpretação e entendimento da história e das gentes do concelho enquanto produto e memória. Existem, com alguma precisão, provas documentais e arqueológicas que atestam a subsistência de uma próspera comunidade judaica em Monsaraz, tal como indica, por exemplo, o foral concedido por D. Afonso III em 1276.
Roteiro gastronómico e “experiências” nos agentes turísticosA bienal cultural propõe pelo terceiro ano um roteiro gastronómico com o menu Monsaraz Museu Aberto em seis restaurantes da freguesia de Monsaraz. Por 15 euros, os visitantes podem degustar um menu (entradas, prato e sobremesa) diversificado nos restaurantes O Bizaca, Casa do Forno, Casa Modesta, Sem-fim, Taverna Os Templários e Xarez.
Os agentes turísticos da região prepararam diversas atividades para os visitantes desfrutarem durante o Monsaraz Museu Aberto. Assim, propõem um conjunto de “experiências”, nomeadamente visitar a horta biológica e a exposição do Monte do Laranjal, provas de vinho, passeios e caça ao tesouro no Hotel São Lourenço do Barrocal, observações astronómicas na Casa Saramago e no Observatório do Lago Alqueva, passeios de barco e visita ao museu do azeite no restaurante Sem-Fim e ver pôr do sol com vista panorâmica para a planície na Casa D. Nuno. Haverá também uma exposição e pintura ao vivo na Galeria Monsaraz, passeios de barco e massagem hídrica na Casa D. Antónia, passeios a pé e de bicicleta pelo olival da pêga através da unidade de turismo Vila Planície e visitas ao Museu Mestre Batista, à Casa do Cante e à Casa do Barro – Centro Interpretativo da Olaria de S. Pedro do Corval.
Publicidade | Sobre o Portal Nacional | Termos e Condições | Contactos | Clientes | No Facebook | No Twitter
Portal Nacional - 2009-2018 © Webdados - Tecnologias de Informação, Lda.
Todos os conteúdos são propriedade das entidades responsáveis pelas fontes devidamente assinaladas