Notícias em Portugal

Voltar

2020-01-23 07:12 - Jornal de Sintra
A RTP2. E a Lina, naturalmente Bernardo de Brito e Cunha É muito vulgar ouvir o cidadão comum a bramar impropérios contra o serviço público de televisão. As mais das vezes insurge-se contra o preço que a ele, muito pessoalmente, aquilo lhe custa (e eu quase apostaria que a maioria deles não faz ideia de […]
2020-01-23 00:32 - Maia Hoje
Os Vimaranenses lograram atingir a vantagem a 25 m do fim, mas sofreram o empate no minuto seguinte, e a derrota logo a seguir. Ainda festejaram o empate no último minuto do prolongamento, mas o lance seria anulado por falta atacante sobre o guardião
2020-01-23 00:30 - A Defesa
O extremo norte de Moçambique tem continuado a ser palco de violência contra populações civis e elementos das forças de segurança, o que permite sugerir uma actividade crescente por parte de grupos armados, nomeadamente jihadistas, apesar do esforço das autoridades no controlo da ordem pública.

Na semana passada, registaram-se ataques nos distritos de Mocímboa da Praia, Muidumbe e Macomia, todos situados na província de Cabo Delgado. Estes ataques terão provocado cinco mortos e 12 feridos e há o relato de que, num dos casos, o líder do grupo “falava árabe”.

Na sexta-feira, o jornal “A Carta” fazia eco destes ataques, referindo que a zona de actuação dos grupos armados é cada vez mais ampla. “Os ataques já atingiram o distrito de Mueda, terra natal do Chefe de Estado, Filipe Nyusi, do Comandante Geral da Polícia e do cessante Ministro da Defesa.”

Entretanto, uma organização independente que monitoriza situações de conflito armado no mundo, a International Crisis Group, faz referência a alguns dos ataques ocorridos na região norte de Moçambique durante o mês de Dezembro –nas aldeias de Litapata, Malangonha, Chitunda e Namacande, no distrito de Muidumbe – e conclui que é cada vez mais significativa a presença de grupos que reclamam filiação ao auto-proclamado Estado Islâmico.

Sobre um desses ataques, é referido que “o Estado Islâmico (ISIS) assumiu a responsabilidade pela emboscada do comboio militar de 6 de Dezembro na vila de Marere, que deixou pelo menos nove soldados mortos, elevando o número total de ataques reivindicados pelo ISIS para pelo menos 23”.

De facto, desde Outubro de 2017 que a região de Cabo Delgado, situada a norte de Moçambique, tem registado inúmeros ataques por parte de grupos armados, alguns dos quais alegadamente da responsabilidade dos jihadistas do  ISIS, ou Daesh, o auto-proclamado Estado Islâmico, contabilizando-se já mais de três centenas de mortos e, segundo dados das Nações Unidas, mais de 60 mil desalojados.

Este clima de insegurança e a actuação eventual de grupos ligados ao jihadismo, está a levar também alguns países a recomendarem prudência aos seus cidadãos, pedindo-lhes para evitarem viajar para a região norte de Moçambique.

É o caso do governo britânico que desaconselha “todas as viagens, excepto as essenciais” aos distritos de Nangade, Quissanga, Ibo, Macomia, Mocimboa da Praia, Palma e Meluco na Província de Cabo Delgado, incluindo as ilhas ao largo da costa, devido a ataques de grupos com ligações “ao extremismo islâmico”.

Numa nota disponível na página oficial do Foreign and Commonwealth Office, pode ler-se ainda que na região da província de Cabo Delgado “os cidadãos britânicos são vistos como alvos legítimos, incluindo aqueles envolvidos em turismo, trabalho de ajuda humanitária, jornalismo ou actividades de negócios”.

Departamento de Informação da Fundação AIS | ACN Portugal
2020-01-23 00:00 - C.M. Lourinhã
O Município da Lourinhã e a Associação de Desenvolvimento Local da Lourinhã (ADL) unem-se mais uma vez para a organização da Expo Lourinhã. A edição de 2020 do evento é apresentada no próximo dia 3 de fevereiro, pelas 18H30, no Espaço Sabores Lourinhã (junto ao Centro Coordenador de Transportes).
2020-01-22 18:54 - C.M. Vizela

No seguimento das obras de requalificação da Av. Eng.º Sá e Melo, integrada no Plano de Ação – Regeneração Urbana…


O conteúdo Alterações de trânsito para obra de requalificação da Av. Eng.º Sá e Melo aparece primeiro em Câmara Municipal de Vizela.

2020-01-22 16:53 - J.F. Amora

O Auditório da Junta de Freguesia de Amora recebe, até dia 28 de Janeiro, a exposição...

2020-01-22 16:00 - Primeira Mão
A partir do próximo mês de abril será possível viajar nos transportes públicos do Porto utilizando o cartão bancário contactless. Este é um projeto de parceria entre os Transportes Intermodais do Porto (TIP), a Visa e a Unicre, e que irá permitir que o cartão contactless de débito ou de crédito seja uma alternativa ao […]
2020-01-22 14:21 - A Defesa
Decorre nesta quarta-feira, dia 22 de Janeiro, na cidade de Évora, sob o tema “Prevenção, Sustentabilidade e Inovação” o IV Encontro das IPSS do Alentejo.
A edição de 2020 deste evento assume especial significado para a união eborense, uma vez que nela decorrerá a apresentação pública do projeto “UDIPSS-Évora | Residence & Services”, um novo edifício que nascerá no coração da capital alentejana e que integrará, além dos serviços UDIPSS-Évora, uma residência para estudantes universitários, um auditório, salas multiusos, um café-concerto e espaços destinados a atividades de promoção do setor social e solidário e a ações de intercâmbio entre a Academia e as IPSS. No momento de apresentação deste novo conceito de espaço serão ainda lançadas duas campanhas de crowdfunding que possibilitarão a captação de receitas para suprir as necessidades de financiamento da obra que se espera que inicie ainda no decurso de 2020.
O IV Encontro das IPSS do Alentejo conta ainda com a apresentação em Évora do “Guia das Exigências em Estabelecimentos de Apoio Social e IPSS”, da autoria de Gonçalo Simões de Almeida, com um momento formativo sobre “Como Gerir um Procedimento de Inspeção numa IPSS”, com a assinatura de um protocolo de voluntariado universitário com a Universidade de Évora e com a participação de um painel de notáveis que discutirá sobre a temática “A Inovação como Alicerce da Sustentabilidade do Setor Social”.
2020-01-22 13:00 - A Defesa
Capa da edição de "a defesa" de 22 de Janeiro de 2020:

Assine já "a defesa":- edição em papel - 25 euros/ano- edição em PDF - 12 euros/ano
Publicidade | Sobre o Portal Nacional | Termos e Condições | Contactos | Clientes | No Facebook | No Twitter
Portal Nacional - 2009-2020 © Webdados - Tecnologias de Informação, Lda.
Todos os conteúdos são propriedade das entidades responsáveis pelas fontes devidamente assinaladas